no

Vida real x novela: Condessa de Barral morre Nos Tempos do Imperador?

A gravidez de Luisa a coloca em risco na novela Nos Tempos do Imperador. Nos últimos capítulos da série, o amante de Dom Pedro II se encontra entre a vida e a morte. Aqueles que apóiam o casal e não sabem o que aconteceu na história real devem temer esses novos desenvolvimentos. Em seguida, verifique se a condessa von Barral morre na novela e como a mulher morreu na vida real.

O que vai acontecer na novela das seis?

A condessa é salva por Pilar e não morrerá. Porém, o bebê de Luisa não terá tanta sorte, apesar dos esforços da personagem de Gabriela Medvedovski, o médico só conseguirá manter a mãe viva. Após sua recuperação, Luisa contará ao imperador sobre o aborto e ambos sofrerão muito com a perda. Na vida real, porém, essa parte da trama de In Times of the Emperor não aconteceu. A condessa de Barral não teve filhos com Dom Pedro II antes de sua morte e por isso a gravidez citada na série não era para ser concluída, pois apesar do drama típico e das reviravoltas da televisão, os escritores Thereza Falcão e Alessandro Marson mantêm a história faixa de livros.

Condessa de Barral quando morreu na vida real?

A condessa von Barral morreu de pneumonia aos 74 anos. A mulher morreu no final de janeiro de 1891. A historiadora carioca Mary Del Priore, autora da biografia Condessa de Barral – A Paixão do Imperador, descreveu em seu livro que a saúde de Luísa se debilitou após uma viagem a Cannes, na Riviera Francesa. E isso fazia a condessa parecer ter dez anos no decorrer de um ano. Quando voltou para Grande Garenne, desmaiou e tremia de febre. Quando ela foi vista pelo médico, ela foi diagnosticada com pneumonia e não havia mais nada para a falecida condessa realizar. de acordo com a historiadora, Luisa não reconheceu os netos nos últimos momentos de sua vida, apenas o filho Horace Dominique de Barral, que emergiu do casamento com o conde francês. Dom Pedro II não ficou sozinho num romance que durou 34 anos, muito depois da morte da condessa de Barral, pois faleceu nesse mesmo ano, em dezembro de 1891. A causa da morte também foi a pneumonia causada por um resfriado de uma caminhada no inverno.
Foto de convidados no Gräfinhaus

Antes de sua morte, a Condessa Dom Pedro II recebeu a Princesa Isabel, o Conde D’Eu e os filhos, bem como o Conde Mota e Isabel Lisboa no Castelo Voyron – Foto: Coleção do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro / Reprodução
Leia também – Dolores e Nélio estarão juntos em Nos Tempos do Imperador?

Escrito por Bonfim Notícias

Ex-contratada da Record vence ação contra humorista Léo Lins

Guedes indica venda de ações das estatais para manter preço da gasolina