no

Vencedor do Nobel de Economia diz que aumento do salário mínimo não afeta empregos

Um dos ganhadores do Prêmio Nobel de Economia naquele ano foi o canadense David Card, teacher da Universidade da Califórnia. Ele recebeu o prêmio por sua contribuição empírica para a economia do trabalho.

As pesquisas foram conduzidas em colaboração com o teacher de economia da Ford no Instituto de Tecnologia de Massachusetts, Joshua D. Agrist, e Imbens Angrist, teacher de economia na Stanford Graduate School of Business. Os resultados da pesquisa explicaram as conexões entre causa e efeito em importantes questões sociais.

Já na década de 1990, os economistas começaram a analisar a relação entre o limite salarial mais baixo e a disponibilidade de empregos em restaurantes de convenience food no estado de New Jersey. Após investigação, eles descobriram que o aumento do salário mínimo não reduziu o número de empregos.

O resultado, na verdade, produziu o resultado oposto: o aumento do salário mínimo no estado ajudou a aumentar o número de empregos em restaurantes de convenience food. Além disso, a pesquisa também encontrou o fator de imigração e concluiu que o impacto econômico é mínimo.

Com isso em mente, o estudo constatou que poucas pessoas que imigram para os Estados Unidos sem diploma de ensino médio conseguem ganhar salários equivalentes aos da população nativa. No entanto, os filhos desses imigrantes nascidos nos países americanos conseguem ganhar uma renda suficiente para compensar a falta de poder aquisitivo dos pais.

Em entrevista ao New York Times sobre o impacto econômico da imigração, David Card afirmou que os argumentos econômicos converse a imigração são secundários e praticamente irrelevantes.

Escrito por Bonfim Notícias

Pega Pega: Adeus, fortuna! Pedrinho leva golpe e perde tudo mais uma vez

Rafa Kalimann teria pago para sair em capa de revista