no

Prefeitura de São Paulo recebe título de Hospital Sorocabana

A prefeitura de São Paulo anunciou que recebeu do governo do estado a transferência da propriedade do prédio do medical facility Sorocabana, na zona oeste da cidade de São Paulo, ocorrida nesta quarta-feira (13). Mais três propriedades estatais serão destinadas aos serviços municipais de saúde.

“Com o repasse, a cidade poderá realizar intervenções no prédio, modernizar os equipamentos e ampliar o atendimento oferecido. “Hoje, dos sete andares do hospital Sorocabana, estão ocupados apenas o térreo e o primeiro andar do hospital, onde estão 55 leitos para consultórios médicos”, revelou a prefeitura.

O primeiro passo para a reforma do prédio será a contratação de uma empresa especializada para desenvolver projeto de adequação do medical facility aos atuais padrões de vigilância sanitária.

Por se tratar de edifício com registro histórico, de acordo com a prefeitura, somente após a conclusão dos estudos técnicos serão apurados os serviços e o número de leitos possíveis na unidade e, portanto, será possível o início das obras.

Histórico

Houve um motim entre as duas esferas de governo em relação ao edifício Sorocabana que impediu o uso pleno de suas instalações. O terreno que abriga o medical facility pertencia ao governo estadual, mas seu uso foi cedido ao município, inicialmente com decreto de 2013 e posteriormente atualizado com decreto de 2016, por período de 20 anos. https://agenciabrasil.ebc.com.br/saude/noticia/2020-04/codiv-19-comunidade-mobiliza-pela-reabertura-do-medical facility-sorocabana

No entanto, a prefeitura disse que, como o terreno em Sorokabana é do Estado, não é possível realizar investimentos nesta localidade, além dos já realizados. Os dois primeiros pisos do edifício contam com equipamentos municipais: assistência médica externa (AMA) desde 2012. Hospital Dia da Rede Hora Certa – para procedimentos de baixa complexidade – e Centro Especializado de Reabilitação (CER) desde 2016. No entanto, o resto do o prédio foi fechado.

Recomendado:  Mapa de perigo Covid-19 mostra redução de mortes e hospitalizações no Rio

O governo do estado, por sua vez, alegou que a cidade havia sido totalmente cedida ao prédio e que, portanto, a questão da reabertura do hospital Sorocabana dizia respeito à prefeitura.

A comunidade da área de Lappa e o Comitê de Defesa do Hospital Sorokabana estão exigindo que Sorokabana seja reaberta desde o início da pandemia. Em agosto, o município instalou leitos na área para tratar pacientes com Covid-19.

No entanto, a ação não atendeu à demanda da comunidade, pois os novos leitos foram instalados em áreas reformadas nos dois andares que já estavam em funcionamento. Os andares superiores, objeto da reivindicação de abertura da comunidade neighborhood, permaneceram fechados. https://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2020-08/prefeitura-de-sao-paulo-reabre-parcialmente-hospital-sorocabana

Outras propriedades

Os imóveis doados à prefeitura da funding vão valorizar o atendimento na rede básica de saúde. Edifício onde o antigo Núcleo de Gestão de Assistências (NGA) abriga o novo UBS Santa Cruz desde 1º de outubro.

O ambulatório do Hospital Regional Sul, em Santo Amaro, e o estacionamento do Hospital Vila Alpina, na zona leste, receberão duas novas Unidades de Pronto Atendimento (UPA).

Investimentos

O anúncio desta quarta-feira também acertou que o governo do estado destinaria R $ 17 milhões ao Centro de Oncologia Bruno Covas, na zona sul da cidade. Além disso, o município receberá RW 315,5 milhões do programa Mais Santas Casas para apoio financeiro a 20 entidades vinculadas ao Sistema Único de Saúde (SUS).

EBC

Escrito por Bonfim Notícias

Após término, Viih Tube diz que Bruno Magri foi ‘decepção amorosa’

Quem é o chefe da organização da novela O Salvador da Pátria?