no

PayPal cogita realizar compra da rede social Pinterest, dizem fontes

PayPal Holdings está considerando assumir o domínio da rede social Pinterest. Aparentemente, a oferta foi feita pela fintech para comprar a rede social de United States $ 45 bilhões. As partes envolvidas no assunto parecem estar afirmando que vincular tecnologia financeira e empresas de mídia social ao comércio eletrônico pode ser muito lucrativo.

A rede social Pinterest é uma busca aesthetic e plataforma de álbum que permite aos usuários salvar, coletar e agrupar imagens por assunto. No início da pandemia houve o anúncio da migração para a plataforma, o que deu ao shopping uma audiência garantida, da qual o Pinterest se beneficiou muito.

Esse êxodo gerou uma demanda sob a plataforma, que criou novas ferramentas para facilitar a venda de “pins”, uma espécie de tag que cria uma ligação mais direta entre o conteúdo postado no website e as compras on the internet.

Esse aumento nas compras online beneficiou enormemente o PayPal, que viu suas ações dobrarem, dando à empresa uma capitalização de mercado de cerca de United States $ 320 bilhões. Essa receita em moeda specialty pode ser usada para aquisições.

De acordo com pessoas próximas ao negócio, os termos da transação entre o PayPal e o Pinterest podem mudar e não há garantias de que as negociações resultarão em negócio.

Apesar das negociações, a rede social passa por momento difícil e se depara com uma série de denúncias de ex-funcionários de discriminação de gênero e a saída de de seus principais executivos, o cofundador Evan Sharp.

Escrito por Bonfim Notícias

Samantha Schmütz se pronuncia após ser cotada para o Big Brother Brasil

O que vai acontecer com Lota em Nos Tempos do Imperador