no

O Observatório Covid-19 mostra uma redução de 42,6% nas mortes

O Boletim Observatório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para as Semanas Epidemiológicas 37 e 38 (12 a 25 de setembro) mostra que o avanço da vacinação tem contribuído para cenário positivo. De acordo com a análise, verifica-se decréscimo do número absoluto de mortes em 42,6% e das importações em 27,7%.

de acordo com a Fiocruz, o quadro atual mostra que, como a população tem se beneficiado de forma mais uniforme com a vacinação, o grupo de idosos se consolida como o mais representativo entre os casos graves e fatais, com 57% das internações e 79% dos óbitos. “Mais uma vez, pela primeira vez desde o início da vacinação de adultos, todos os indicadores (admissões, admissões em UTI e mortes) estão agora em média acima de 60”, disseram os cientistas.

Para os pesquisadores, apesar da queda nos indicadores, o momento ainda requer atenção. Uma análise do número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) mostra que, embora a incidência tenha diminuído nas últimas semanas, a grande maioria dos estados ainda está em níveis altos ou muito altos, mais de caso por 100.000 habitantes. Isso, na avaliação dos pesquisadores, evidencia a necessidade de cautela, com ações de vigilância à saúde para evitar esses casos tombs, com sintomas que levam à hospitalização ou à morte. A incidência da síndrome é parâmetro de monitoramento para a pandemia de covid-19, já que o SARS-CoV-2 é responsável por 96,6% dos casos virais de SARS notificados desde 2020.

Outro indicador estratégico, a taxa de ocupação de leitos de adultos covid-19 mostra que 25 unidades da Federação estão online forum da zona de alarme com taxas abaixo de 60%.

Passaporte vacinal

O Boletim também identifica o passaporte vacinal como uma estratégia importante para estimular e ampliar a vacinação no Brasil. Defendendo a adopção desta iniciativa em todo o território nacional, o documento sublinha o princípio do ponto de panorama da saúde pública de que “a protecção de uns depende da protecção de outros e de que não haverá saúde para uns se não houver saúde para todos”.

Recomendado:  Covid-19: Piracicaba inscreve voluntários para ensaios clínicos

Para os pesquisadores, é importante desenvolver diretrizes de passaporte nacional para vacinas, a fim de evitar a legalização do problema, criando cenário de instabilidade e comprometendo os benefícios da extensão da vacinação. “Enfatizamos, portanto, que esta estratégia é central para o esforço de controlar o movimento de indivíduos não vacinados em ambientes fechados e com maior concentração de pessoas, a fim de reduzir a transmissão de Covid-19, especialmente para indivíduos assintomáticos”, disseram.

EBC

Escrito por Bonfim Notícias

Lucas Penteado expõe suposta traição da noiva em live

Juliette Freire é submetida a exame médico e preocupa fãs