no

Mapa de perigo Covid-19 mostra redução de mortes e hospitalizações no Rio

O mapa de risco da Covid-19, divulgado nesta sexta-feira (1), indica redução de 37% nas internações por síndrome respiratória aguda tomb (SRAG) e redução de 38% no número de óbitos pela doença, a maior queda desde o início. estudo, em julho do ano passado. Assim, o estado do Rio de Janeiro permanece, pela quinta semana consecutiva, com classificação geral de baixo risco (bandeira amarela).

Segundo o subsecretário de Saúde Alexandre Chieppe, apesar da liberação da variante Delta no Rio de Janeiro, esses números refletem a evolução da vacinação. “Vimos uma redução significativa no número de internações, casos graves e óbitos. O número de pedidos de leitos e a redução da taxa de ocupação indicam um quadro epidemiológico que traz esperança de estarmos voltando à normalidade”, afirmou.

De acordo com o mapa de risco, entre 29 de agosto e 18 de setembro foram administradas 1.985.075 dosages de vacinas contra a doença. O estudo mostra que as taxas de camas na rede do Sistema Único de Saúde (SUS) também diminuíram. Na unidade de terapia intensiva (UTI), o percentual passou de 52%, na pesquisa former, para 48%. e nos estandes, de 30% a 24%, a menor desde o início deste ano.

Das nove regiões do estado, seis têm bandeiras amarelas: Metropolitanas le II, Serrana, Baixada Litorânea, Médio Paraíba e Centro-Sul. As áreas da Baía da Ilha Grande, norte e noroeste, estão na zona laranja e nenhuma é vermelha.

Cada bandeira representa nível de risco e um conjunto de recomendações de isolamento social, variando de roxo (risco muito alto), vermelho (risco alto), laranja (risco médio), amarelo (risco baixo) e verde (baixo risco muito perigoso).

EBC

Escrito por Bonfim Notícias

Leonardo fica com Etevaldo na novela Império?

Lucas Penteado flagra traição e expõe noiva em live