no

José definha por dois anos na prisão e preocupa Abumani

Nos próximos capítulos de Gênesis, uma passagem de tempo mudará algumas coisas no Egito, mas não afetará em nada o destino de José (Juliano Laham), pelo menos por enquanto.

Dois anos se passam e o rapaz continua encarcerado, preso injustamente acusado de abusar de Neferíades (Dandara Albuquerque), a esposa de Potifar (Val Perré).

Após se tornar uma espécie de arrumador do local, José tem seu julgamento postergado. O que lhe resta é receber ordens de Teruel (Amauri de Oliveira) e visitas de Abumani (Dudu de Oliveira).

Entretanto, o rapaz começa a perder cada vez mais as esperanças, sobretudo quando é informado que seu pai faleceu. Sem saber o que realizar, ele se mostra arredio até mesmo ao ver seu melhor amigo.

Durante uma visita, Abumani percebe que o rapaz está mudado. “Então… o que você manda hoje?”, pergunta. “Nada, como sempre”, responde José, irritado.

O cuxita fica sem saber o que dizer e José desabafa. “Hoje faz dois anos que descobri que meu pai morreu. Todo esse tempo que eu tô aqui no Egito, eu sempre tive esperança de voltar pra minha terra… rever meu pai… mas agora… de que adiantaria, ainda que eu conseguisse voltar? Ainda que eu saísse daqui?”, revela.

Abumani se preocupa e pergunta se pode realizar algo pelo amigo. Mas José nem dá bola. Ele dá uma resposta seca e deixa o rapaz sozinho. O que ele não imagina, porém, é que Israel (Petrônio Gontijo) ainda está vivo, prestes a tornar Benjamin (Marcus Bessa) seu sucessor.

Fonte

Escrito por Bonfim Notícias

Cora flagra conversa de Maurílio e faz descoberta assustadora

novo valiance previsto após estimativa da inflação