no

Hermano Henning deixa Sheherazade na mão em processo milionário contra o SBT

O jornalista Hermano Henning faltou a uma audiência do processo que Rachel Sheherazade move contra a emissora. Ele seria testemunha de acusação contra o SBT, emissora na qual trabalhou durante mais de duas décadas. Por causa do “sumiço”, a defesa da âncora entrou com um pedido para impugnar o encontro de que Henning participaria para que ele possa retornar em outra data. A Justiça ainda não respondeu a este pedido.

A audiência, que aconteceu em agosto, foi a mesma na qual o SBT se negou a realizar uma proposta amigável para encerrar a disputa judicial. Segundo os autos, a que o Bonfim Notícias teve acesso, não houve uma justificativa por parte do jornalista para não comparecer à audiência de Sheherazade.

Legalmente, Hermano Henning só pode ser convocado novamente se a Justiça aceitar o pedido da defesa da ex-âncora do SBT Brasil para cancelar o encontro. Isso também daria a chance de o SBT mudar de ideia, se desejasse, e oferecer uma quantia em dinheiro para que Rachel encerrasse a disputa.

Especialistas de Direito ouvidos pela coluna nos últimos dias acreditam que a chance de Henning ser convocado novamente não é grande. Em processos trabalhistas com esse tipo de discursão, a Justiça costuma seguir o rito normal do caso se não houver um bom motivo para a desistência da testemunha. 

Rachel Sheherazade decidiu chamar Henning pela similaridade de suas situações. Quando saiu do SBT, no qual trabalhou durante 23 anos em duas passagens, entre 1989 e 1991 e 1996 e 2017, o apresentador de 76 anos processou a emissora na Justiça do Trabalho e ganhou em todas as instâncias. 

Rachel Sheherazade x SBT

Rachel quis mostrar que os casos são iguais e que a Justiça já teve entendimento de que o SBT infringiu a lei. Na petição inicial que deu origem ao processo de 522 páginas, Rachel afirma que nunca recebeu nenhum direito trabalhista, como férias remuneradas e 13º salário. 

Ela também acusa Silvio Santos de assédio moral e humilhação em rede nacional e diz ainda que foi vítima de censura e boicote por parte da chefia de Jornalismo da emissora. Um dos episódios destacados na ação foi a cerimônia do Troféu Imprensa realizada em 9 de abril de 2017, quando Sheherazade subiu ao palco para receber o Troféu Internet de melhor apresentadora de telejornal.

Recomendado:  Naiara Azevedo sorri em tributo a Marília e provoca guerra na internet: 'Fiscais de luto'

A jornalista diz ter sido humilhada por Silvio Santos em rede nacional na ocasião, quando Silvio Santos a mandou comprar uma rede de TV se quisesse dar a sua opinião em um jornal. 

Até o momento, o SBT optou por pagar para ver. O juiz que cuida do caso tentou uma conciliação, mas a emissora se recusou em qualquer hipótese. Na próxima audiência, marcada para 8 de novembro, SBT e Sheherazade vão dar suas versões da relação de trabalho que durou nove anos –entre 2011 e 2020.

Escrito por Bonfim Notícias

Karol Conka debocha e diz que deu uma carreira para Bil Araújo

Quando é possível sacar o lucro do FGTS? Descubra aqui