no

EXCLUSIVO Pétala Barreiros sofre derrota na Justiça contra Lívia Andrade e Marcos Araújo

A influenciadora Pétala Barreiros pediu na Justiça a prisão do ex-marido, o empresário Marcos Araújo, dono da gravadora Audiomix e do Festival Villa Mix. Ela afirma em processo protocolado junto à Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulher do Foro Regional II de Santo Amaro, em São Paulo, que o ex-companheiro descumpriu uma medida protetiva existente a seu favor.

No mesmo documento, a digital influencer também solicitou que seja criada uma medida protetiva contra a apresentadora Lívia Andrade, atual namorada de Marcos Araújo. Ela estaria, de acordo com a defesa de Pétala, “causando medo e transtornos psicológicos à vitima“. Em sua decisão, no entanto, a juíza da vara indeferiu ambos os pedidos e argumentou que faltam elementos que evidenciem os pedidos.

Os três vivem uma verdadeira guerra desde o início do ano, mas a situação ficou ainda pior em setembro, quando a ex-contratada do SBT compareceu com seguranças ao teste de DNA de Lucas Barreiros, de 9 meses, filho mais novo de Pétala. A apresentadora foi “flagrada” no local pela irmã de Pétala, Yanka, e exposta por meio de publicações nas redes sociais.

Pétala diz no documento, ao qual a Coluna Erlan Bastos EM OFF teve acesso exclusivo, que viveu uma união estável com o empresário e que possui dois filhos com ele (Lorenzo, de 6 anos, e Lucas), mas que está separada dele desde de 2020. Ela cita ainda que, em abril do ano passado, o então marido “chegou alcoolizado e lhe desferiu golpes que lhe geraram ferimento“. A agressão cometida pelo empresário teria motivado o pedido da medida protetiva.

Pedido de Pétala

No texto do documento, a influenciadora ressalta que “após a separação, o ofensor iniciou novo relacionamento” e que “em conjunto com a nova companheira, em meados de 29 de dezembro de 2020, passaram a expor a vítima nas redes sociais“. A medida protetiva prevê que o ex-marido não se aproxime mais do que 300 metros ou faça qualquer tipo de contato, inclusive por meios digitais.

Recomendado:  Dayane Mello após descobrir rejeição do público: ‘Eu saí como vilã?’

No documento, Pétala afirma que a medida não vem sendo cumprida “na medida em que, com o consentimento do ofensor, sua atual companheira vem comparecendo nas mídias e redes sociais proferindo injúrias contra a vítima, a fim de causar pressão psicológica e grande abalo emocional, que além de cuidar sozinha dos filhos, está passando por esta situação perturbadora e traumática“.

Ainda no texto, a defesa de Pétala lembra do caso do exame de DNA realizado em 21 de setembro, quando Lívia Andrade esteve presente, de acordo com a influenciadora, de forma “intimidadora”. “Com o consentimento do ofensor, sua atual companheira vem comparecendo nas mídias e redes sociais proferindo injúrias contra a vítima, a fim de causar pressão psicológica e grande abalo emocional“, salienta.

Juíza negou

Com base nisso, Pétala Barreiros pediu a prisão de Marcos Araújo, afirmando que o empresário descumpriu a medida protetiva. Na mesma ação, a defesa da digital influencer também requereu que “seja concedida medida protetiva contra a atual companheira do ofensor“, a apresentador Lívia Andrade. A juíza da vara responsável pelo caso, no entanto, negou os pedidos.

“Observo que não há nos autos indícios de que o requerido tenha descumprido as medidas de urgência fixadas por este Juízo, razão pela qual temerária a decretação de medida extrema de restrição de liberdade diante da ausência de elementos suficientes para tanto“, afirmou a juíza em sua decisão, estabelecendo uma derrota para a influenciadora Pétala Barreiros.

A juíza também negou a medida protetiva contra Lívia Andrade. “Também indefiro, ao menos por ora, o pedido de extensão das medidas de urgência à atual companheira do investigado, por não encontrar no feito elementos que evidenciem que ela, atuando juntamente ao requerido, tenha colocado a integridade da vítima em risco por estar presente no IMESC no dia da realização do referido exame“. (Colaborou Danilo Reenlsober)

Escrito por Bonfim Notícias

Nos Tempos do Imperador: Zayla passa a perna em Tonico e o faz bufar de raiva

Brasil registra 390 mortes e 12.900 casos em 24 horas