no

Ex-Big Brother Brasil nega ser gay ao falar de sua sexualidade

O ex-Big Brother Brasil Daniel Rolim, de 51 anos, que participou do Big Brother Brasil 11 abriu o coração ao falar sobre sua sexualidade. Em entrevista, ele negou ser gay. O advogado explicou que rejeita os rótulos e prefere não definir sua orientação sexual.

“A vida é muito curta para provar só “carne ou frango”. Sempre fui livre, mas claro que, no interior de Pernambuco, uma criança muito educada era vista como fresca. Mas eu sempre fui eu e sempre me impus desde pequeno, devido aos exemplos em casa”, explicou.

 “Nunca me defini como gay, portanto, não tenho essa coisa de ‘quando me descobri gay’. Não sou gay e nunca fui. Não preciso andar com ‘placa na testa’ definindo a minha orientação sexual, até porque não tenho”, afirmou o ex-Big Brother Brasil ao “Gay Blog”.

Na conversa, ele destacou que gosta tanto de homens quanto de mulheres, mas não sente necessidade de explicar sua orientação. “Gosto de gente. E sou o que as pessoas pensam que eu sou. Não perco tempo explicando quem sou. A vida é curta para explicar o que não querem entender. Beijo homens e mulheres”, completou.

Daniel Rolim ficou conhecido por divertir os telespectadores com suas danças agarrado a um coqueiro no reality da Globo. Quando viu a homenagem no BBB21 em um dos castigos do Monstro, o ex-Big Brother Brasil, que fez amizade com Maria Melilo, disse ter se emocionado.

Questionado se havia sofrido LGBTfobia por parte de algum integrante do elenco do Big Brother Brasil, ele negou. “Não sofri nenhum tipo de homofobia por parte dos outros inquilinos. Muito pelo contrário, tive braços abertos. Não seriam loucos de praticar homofobia comigo porque eles não queriam me ver com o cão no couro”, afirmou.

Recomendado:  Luísa Mell é processada em R$ 50 mil por difamar ambientalista

“Eu pirei. Quase tive um troço chorando e uivando dentro de casa sozinho de tanta felicidade. Corri pela casa de um lado pro outro de tanta euforia. Fiquei muito honrado e me senti especial. Não sabia se gritava ou chorava. Uma emoção única e indescritível”, contou ao Gshow.

Fã do reaity da Globo, o ex-Big Brother Brasil não nega que deseja retornar. “Acendo muitas velas para um possível retorno. Vivo pedindo para as estrelas e os cosmos para que isso volte a acontecer e que outro raio caia na minha cabeça duas vezes. Eu fico muito feliz quando vejo o público pedindo e fazendo movimentações para a minha volta”

Escrito por Bonfim Notícias

Assessoria de Dynho Alves se pronuncia após suposta traição

Sessão da Tarde da semana: programação de 04/10 a 08/10