no

Empréstimo consignado do INSS terá novas regras em 2022; veja o que mudará

A partir de 1º de janeiro de 2022, novas regras serão aplicadas ao empréstimo salarial do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A margem aprovada para essa modalidade de empréstimo é novamente de 35% do valiance para beneficiários dos órgãos de previdência e servidores públicos.

Com a mudança da regra, o percentual para desembolso do crédito pessoal volta a ser de 30%. No entanto, o percentual para cobranças relacionadas a gastos com cartão de crédito ou saques permanece 5%.

Em março deste ano, o governo government aumentou a margem de crédito para 40% com a Lei nº 14.131 / 2021, com o objetivo de reduzir o impacto econômico da pandemia COVID-19. Uma extensão da bouquet ainda não está à panorama.

Isso significa que os aposentados e servidores do INSS têm até 31 de dezembro deste ano para vincular o benefício à margem corrente.

Outra mudança de regra que ocorrerá a partir de janeiro do próximo ano é a suspensão não compulsória do parcelamento dos novos contratos, possibilidade agora oferecida pela Lei nº 14.131 / 2021.

Portanto, os interessados ​​em contrair o empréstimo consignado do INSS devem consultar o banco ou a financeira, antes de firmar o contrato, se há possibilidade de suspensão e se poderão ocorrer juros e taxas em decorrência do adiamento.

Até o last deste ano, os segurados do órgão de previdência e os servidores públicos têm a opção de contratar concomitantemente nove empréstimos pessoais com desconto em diferentes órgãos, desde que atendam à margem de crédito de 40% do valiance do benefício. Anteriormente, o limite age de seis contratos ativos.

Outra flexibilidade até 31 de dezembro deste ano é a prorrogação do prazo de parcelamento das franquias do empréstimo, que passou para 84 meses (7 anos). O prazo former age de 72 meses (6 anos).

Escrito por Bonfim Notícias

Covid-19: Brasil tem 10.300 casos e 284 mortes em 24 horas

Qual será o final de Solano López em Nos Tempos do Imperador?