no

Em novembro, conta de água no Rio terá aumento de quase 10%

Entre 2019 e 2020, não houve reajustes na tarifa da conta de água no estado do Rio de Janeiro por conta da pandemia. No entanto, haverá uma alteração a partir de novembro de 2021. A Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), do Estado do Rio de Janeiro, publicou na última sexta-feira (10 de agosto) no Diário Oficial da União a decisão de reajustar a alíquota em 9,8%.

Como de outfit, o aumento é baseado na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Foi proposto aumentar esse aumento para 11,5%, mas houve interferência do Conselho de Administração (CODIR) afiliado à Agência Estadual de Energia e Saneamento Básico (Agenersa).

Isso reduziu o valiance do reajuste. Existe regulamento governamental sob o número 45.344 / 2015 que estabelece todas as condições para a regulação da Agenersa e o monitoramento do desempenho da Cedae. Portanto, o reajuste tarifário na conta de água é baseado nas disposições legais.

O Sindicato dos Trabalhadores em Sanitários e Ambientais do Rio de Janeiro e Região (Sintsama-RJ) se opõe ao reajuste tarifário e às ações da Cedae. Em nota, o sindicato expressou preocupação com o aumento e alertou que outros ajustes podem ser necessários.

A empresa frisou que, como a água é vida e todos têm direito ao abastecimento, o problema financeiro prejudica o direito de todos ao abastecimento. Em abril deste ano, a Cedae teve seus serviços privatizados por meio de leilão com direitos de concessão por 35 anos.

A privatização foi considerada uma das maiores do país.

Escrito por Bonfim Notícias

Indivíduos imunossuprimidos agora podem ser vacinados sem uma consulta no DF

Família de Bruna desmente Luísa Mell: ”Há 10 anos que ela não fala com a gente”