no

Covid-19 deixa 12.000 órfãos com menos de 6 anos no país, mostram os notários

Pelo menos 12.211 crianças de até seis anos de idade no Brasil ficaram órfãs de dos pais da Covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. De acordo com a Associação Nacional dos Registradores Naturais (Arpen-Brasil), 25,6% das crianças menores de seis anos que perderam dos pais em uma pandemia tinham menos de ano.

18 18,2% tinham ano de idade. 18,2%, dois anos. 14,5%, três anos. 11,4%, quatro anos. 7,8% tinham cinco anos e 2,5% seis anos. São Paulo, Goya, Rio de Janeiro, Ceará e Paraná Foram os estados que mais registraram mortes de pais com filhos nessa faixa etária.

Os dados foram coletados a partir do cruzamento dos pais do CPF nos registros de nascimento e óbito realizados nos 7.645 cartórios do país desde 2015, ano em que as unidades passaram a emitir o documento diretamente nas certidões de nascimento dos recém-nascidos. – nascido em todo o território nacional.

Os números foram obtidos pela Arpen-Brasil, entidade que representa os cartórios no Brasil e administra o Transparency Gate, mostram que 223 pais morreram stakes do nascimento de seus filhos, enquanto 64 crianças, com a idade de seis anos, perderam ambos os pais para covid-19.

“O banco de dados cadastrais tem auxiliado continuamente autoridades públicas, laboratórios e institutos de pesquisa a medir o tamanho da Covid-19 em nosso país e o fato de termos essa cooperação com a Receita Federal para a emissão do CPF da certidão de nascimento”. nos permitiu chegar a esse número parcial, mas já é impressionante “, disse Gustavo Renato Fiscarelli, presidente da Arpen-Brasil.

Rio de Janeiro

No estado do Rio de Janeiro, pelo menos 774 crianças de até seis anos ficaram órfãs de dos pais da Covid-19 entre 16 de março de 2020 e 24 de setembro deste ano. Os dados foram coletados a partir do cruzamento dos CPFs dos pais nos registros de nascimento e óbito realizados nos 168 cartórios estaduais.

Recomendado:  Pesquisa revela deterioração do estilo de vida brasileiro na pandemia

de acordo com a pesquisa, no estado do Rio 23 pais morreram stakes do nascimento dos filhos, enquanto cinco filhos, aos seis anos, perderam o pai e a mãe para covid-19.

“As diversas colaborações assinadas pelo Cartório de Registros Políticos nos permitiram realizar essa pesquisa por meio do agrupamento do banco de dados de cartórios, o que nos permitiu mensurar a magnitude do impacto do covid-19 no Rio de Janeiro. “Os resultados dessas pesquisas mostram caminhos para que o poder público seja mais assertivo na resolução de questões relacionadas à cidadania e à dignidade dos órfãos”, disse o presidente da Arpen / RJ, Humberto Costa.

EBC

Escrito por Bonfim Notícias

Nora de Glória Menezes prepara texto emocionante no aniversário de 87 anos da atriz: “Minha rainha”

Teto para obter isenção do IR pode subir em 2022 por meio de MP