no

Covid-19: Casos no país estão diminuindo depois que os dados são ajustados nos estados

O balanço diário de casos da Covid-19 do Ministério da Saúde apresentou 573 diagnósticos menos confirmados do que os dados divulgados ontem. Como resultado, o número de pessoas infectadas desde o início da pandemia foi de 21.247.094, ante 21.247.667 ontem. Isso porque o Ceará corrigiu o banco de dados do estado e reduziu 12.028 casos, o que levou a uma redução no total de casos novos notificados.

De acordo com o arquivo, em 24 horas, foram registrados 11.455 novos casos no país.

Ainda há 405.456 casos em acompanhamento. O nome é dado ao número de casos ativos de pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado e estão em tratamento pelas equipes de saúde ou em recuperação no domicílio.

Boletim Covid-19 21-09-2021-Ministério da Saúde

A consolidação dos óbitos não oscilou negativamente. Em 24 horas, 485 novas mortes foram registradas. Com isso, o total de pessoas que não resistiram à doença chegou a 591.440.

O número de pessoas se recuperando da covid-19 foi de 20.250.198, o que é 95,2% do número de pessoas infectadas no Brasil desde o início da pandemia.

Estados

No topo da lista de óbitos por estado estão São Paulo (148.295), Rio de Janeiro (64.918, registrados até ontem), Minas Gerais (54.095), Paraná ((38.556) e Rio Grande do Sul (34.617). No final da lista estão Acre (1835), Amapá (1972), Roraima (1987), Tocantins (3.747) e Sergipe (6.177).

Vacinação

De acordo com as últimas informações do Ministério da Saúde, foram administradas 223,4 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, sendo 142,2 milhões da primeira dose e 81,2 milhões da segunda ou única. Em 24 horas, foram aplicadas 751,4 mil doses.

Ainda, de acordo com a comissão de vacinação, foram distribuídas 287,9 milhões de doses, sendo 264,7 milhões de doses e 23,2 milhões em processo de distribuição.

Recomendado:  Covid-19: SP começa a administrar uma dose de reforço para pessoas imunossuprimidas

EBC

Escrito por Bonfim Notícias

Pabllo Vittar afirma que estará apoiando Campanha Pró-Lula em 2022

É possível receber Bolsa Família e auxílio emergencial ao mesmo tempo?