no

corte de energia por inadimplência volta a valer para pessoas de baixa renda

A partir desta sexta-feira (10 de janeiro), a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aplicará novamente o corte de energia por falta de pagamento aos consumidores de baixa renda. Para as famílias cadastradas na tarifa social, a medida está suspensa desde abril.

A Aneel havia suspendido a queda de energia por falha de trabalhadores de baixa renda devido à crise causada pela pandemia do coronavírus. Originalmente, a medida deveria durar até 30 de junho, mas a agência decidiu prorrogar o prazo até 30 de setembro.

Foram beneficiadas com a medida cerca de 12 milhões de famílias que se enquadram na tarifa social de energia elétrica. Até o momento não há previsão de que outro adiamento seja aprovado.

As regras para quedas de energia devido a interrupções permanecem as mesmas. Eles só foram suspensos para trabalhadores de baixa renda. Para essa classe, a Aneel pode oferecer opções de liquidação de dívidas em, no mínimo, três parcelas.

Lembre-se de que supporter o corte não significa que o comerciante parará de cobrar as contas. No entanto, a Aneel obriga-se a enviar notificação por escrito stakes do corte, que se comprove ter sido entregue ou impressa na nota monetary do consumidor.

Essa notificação deve ser feita 15 dias stakes do corte. Até então, o consumidor pode routine sua situação.

Tarifa social da Aneels

A Tarifa Social da Aneel é uma medida que acknowledge às famílias de baixa renda descontos na conta de luz.
Os consumidores estão isentos dos custos da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e dos custos do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica (PROINFA).

Além dessa isenção, o consumidor recebe desconto (desconto) mensal na conta de luz, que varia de acordo com a tabela de consumo.

Escrito por Bonfim Notícias

Thomaz Costa diz que usou maconha pela primeira vez com cantor Biel

SP está atualmente abrindo 5.000 centros de saúde para implementar uma segunda dosage