no

confira requisitos, regras e como solicitar

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) garante aos segurados o auxílio-doença, desde que estejam temporariamente impedidos de trabalhar. Os motivos que levam funcionário a solicitar licença podem ser doença ou acidente.

Caso o empregado solicite esse benefício, ele deve se submeter a exame médico do INSS. No entanto, é importante saber se você atende aos requisitos da seguridade social para solicitar o auxílio-doença. Você está:

  • Deve ser cumprido período de carência de 12 meses (o perito médico verifica a isenção para doenças que estão previstas ou causam na Portaria Interministerial MPAS / MS nº 2.998 / 2001 para doenças ocupacionais, acidentes de trabalho e acidentes de qualquer natureza);
  • O empregado deve ter qualidade de segurado, caso contrário, deverá cumprir metade do período de carência de ano do novo contrato de previdência, Lei nº 13.846 / 2019;
  • Durante o exame médico, o colaborador deve comprovar a doença ou acidente que o impediu temporariamente de trabalhar;
  • Se o trabalhador estiver empregado em uma empresa, ele não deve trabalhar por mais de 15 dias (consecutivamente ou interrompido no prazo de 60 dias se devido à mesma doença).
  • Planejamento de relatórios médicos

    Para agendar o pedido de parecer médico, o trabalhador pode fazê-lo sem sair de casa. Apenas pegue o Página? ˅ INSS, ligue para a main de atendimento 135 ou baixe o aplicativo Meu INSS.

    No caso do aplicativo, o segurado deve seguir alguns passos de planejamento:

  • Faça o login e selecione a opção “Planeje sua expertise” no food selection à esquerda.
  • Clique em “Reprogramar” se esta for a primeira solicitação de planejamento;
  • Clique em “Agendar renovação” se desejar que o benefício seja renovado;
  • Em seguida, o funcionário deve comparecer ao posto do INSS escolhido ou realizar exame médico em casa ou no medical facility. Em seguida, basta acompanhar o andamento da inscrição na opção “Resultado da inscrição / benefício por invalidez”.
  • Recomendado:  governo aprova medidas para facilitar acesso ao programa

    O INSS também lembra que caso o segurado não possa comparecer pessoalmente no dia e horário combinado, ele pode realizar uma nova solicitação. No entanto, o sistema de previdência só aceitará nova remarcação uma vez, no prazo de até três dias a partir da information agendada pelo Atendimento 135, pelo website ou pelo INSS Meu.

    Há alteração desse prazo para reprogramação caso o funcionário esteja internado ou o número de leitos seja limitado (restrito ao leito). Nesse caso, o funcionário tem período de sete dias antes ou até o horário planejado da avaliação. Neste caso, relatório hospitalar ou domiciliar deve ser solicitado na aplicação.

    O empregado não pode reaplicar o benefício nos seguintes casos: se não comparecer na information pactuada; Você não escolheu realizar exame médico; ou até mesmo pedido de cancelamento do aplicativo. Se ele perdeu todas essas oportunidades, ele terá que esperar 30 dias para solicitar o benefício novamente.

    Outra informação é que o funcionário pode solicitar a presença de acompanhante (incluindo o próprio médico) durante o exame. Para realizar isso, ele deve preencher formulário de acompanhamento. Leve ao médico legista no dia designado. A solicitação é analisada e o revisor pode recusar ou aceitar a presença de uma terceira pessoa durante a revisão.

    Extensão de auxílio-doença

    Caso o segurado tenha recebido auxílio-doença e tenha percebido que isso não é suficiente para restaurar a capacidade para o trabalho, pode solicitar a prorrogação do benefício pelo número 135 ou pelo application Meu INSS. Isso se faltar 15 dias para o prazo.

    Se o pedido de prorrogação for indeferido e os benefícios forem extintos, o segurado poderá reclamar junto ao órgão reclamante no prazo de até 30 dias, a partir do conhecimento da decisão do INSS.

    Recomendado:  Como verificar se o FGTS está sendo depositado em sua conta? Entenda

    Os documentos e formulários exigidos pelo segurado são os seguintes:

  • Para poder reconhecer o candidato, você precisa de documento de identidade com foto;
  • Você tem o número do CPF;
  • Traga carteira de trabalho, livro de contribuição (caso seja autônomo) e demais documentos que comprovem o recolhimento do INSS;
  • O funcionário deve ter os prontuários médicos do tratamento: como atestados, exames e laudos analisados ​​no dia do exame médico pelo INSS (não obrigatório);
  • O funcionário deve ter uma declaração assinada pelo empregador. Informa sobre an information do último dia útil;
  • Se necessário, leve a Notificação de Acidente de Trabalho (CAT);
  • Por outro lado, o segurado especial, como trabalhador country, agricultor ou pescador, deve trazer consigo documentos que comprovem a função, por exemplo: contratos de aluguel ou outros documentos que descrevam o trabalhador na função.
  • O INSS também destaca que o empregado que deseja cancelar o auxílio-doença só pode fazê-lo entrando em contato com o órgão da previdência onde foi feito o exame médico. Para mais informações, o INSS oferece atendimento telefônico 135, de segunda a sábado, das 7h às 22h.

    Escrito por Bonfim Notícias

    Gênesis: José se torna governador do Egito e faz público chorar com volta por cima

    Gloria Groove manda ‘indireta’ depois de ficar fora do Prêmio Multishow