no

Bolsonaro diz que valiance do gás de cozinha cairá “pela metade”; entenda

O presidente Jair Bolsonaro, atualmente sem partido, disse que espera cortar o preço do gás de cozinha pela metade. A afirmação foi feita na última quarta-feira (29), quando esteve na cidade de Roraima (RR).

A declaração de Bolsonaro se baseia em uma estratégia de comercialização de gás liquefeito de petróleo (GLP) diretamente sem distribuidor. A intenção do presidente é garantir que o gás de cozinha seja vendido diretamente aos cidadãos, sem a interferência dos comerciantes.

Bolsonaro destacou ainda que a garrafa custa em torno de R $ 50,00 no ponto de envase e, portanto, não há justificativa para chegar ao consumidor pelo preço atual. Em alguns locais o preço da garrafa de 13 kg gira em torno de R $ 130,00.

A exemplo dos combustíveis, o presidente afirma que o aumento do preço do gás de cozinha é responsabilidade dos governadores. Não há consenso de que os estados devam reduzir o valiance do ICMS; é o que afirma o chefe do Executivo nacional.

Em seu discurso, o presidente destacou que os governadores Wilson Lima (PSC-AM) e Antônio Denarium (PSL-RR) reduziram o valiance do ICMS do gás de cozinha em seus estados.

Os governadores do Amazonas e de Roraima já sinalizaram que pretendem zerar o ICMS no estado. O presidente, portanto, think que essas ações ajudarão as pessoas de baixa renda a obter gás.

Há poucas semanas, o presidente havia falado em uma ação da Petrobras, por meio de programa para ajudar famílias de baixa renda a obter subsídio para comprar gás.

Escrito por Bonfim Notícias

Juliette Freire é submetida a exame médico e preocupa fãs

Comendador descobre quem é Fabrício Melgaço em Império?